O Saber e o Pensar histórico

         Quando encontramos um professor de história já passa por nosso pensamento que ele tem a obrigação de saber  de có a história do Brasil, América, Europeia, etc. O professor não é um calendário! Há uma grande diferença entre o saber e o pensar história.
            Para entendermos os processos históricos precisamos muito mias pensar na história que decorá-la, ao estudar a Roma Antiga o saber histórico fica nos períodos, como por exemplo, a Monarquia romana e na geografia e como eles vão influenciar a história daquela população. Se roma fica numa península não é comum que se criem grandes latifúndios, pouco comércio marítimo, etc. Esse pensamento não fazer parte do saber histórico e sim construímos essas informações juntamente com nossos alunos para que o conhecimento não fique somente na apresentação de fatos e ideias e sim no desenvolvimento delas.
            Assim, a história é construída com inúmeras verdades, elaborada com o pensamento individual, pois o saber somente norteia o processo histórico e não é o seu próprio fim. tendo com base uma linha de pensamento e várias formas de percorrê-la. O professor não é dono do saber nem do pensar histórico, estes aspectos devem ser trabalhados para que se crie a história de cada individuo, seguindo suas fontes factuais.

Por Eliphas Bruno

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s